common:navbar-cta
Baixar aplicativoBlogRecursosPreçosSuporteEntrar

Aqu @teach: As camas crescem

2 years ago

3 min read
EnglishEspañolعربىFrançaisPortuguêsItalianoहिन्दीKiswahili中文русский

Fluxo de água e posicionamento dos leitos de cultivo

O fluxo de água é a parte mais importante do projeto adequado do sistema, e o posicionamento exato dos leitos de cultivo tem um grande impacto nisso. Por conseguinte, deve ser considerado cuidadosamente e, se possível, um perito deve ser consultado. Os leitos de cultivo devem ser posicionados após o biofiltro e antes de a água ser recirculada para o aquário. Considere como a água fluirá do leito de cultivo para o aquário. Se for por gravidade, então o nível da água no leito de cultivo deve ser maior do que o tanque de peixes, o que pode significar que você tem que cavar o tanque e conexões no chão, ou que suas camas crescem serão tão altas que você não seria capaz de trabalhar confortavelmente. Normalmente, um tanque de reservatório com uma bomba é colocado após o leito de cultivo para permitir que a água seja bombeada para dentro do tanque de peixes. A conexão entre o biofiltro e os leitos de cultivo deve ser o mais curto possível, e a entrada/saída deve ser colocada nos lados opostos de cada cama de cultivo. Uma das vantagens das culturas sem solo é a possibilidade de projetar condições adequadas para trabalhar com plantas. Idealmente, o sistema deve ser projetado a uma altura que permita monitorar as plantas facilmente (Figura 18).

! image-20210212151813604

Figura 18: Diferentes níveis de camas de cultivo: (à esquerda) camas de cultivo elevadas permitem um trabalho confortável; (à direita) as camas de crescimento no nível do solo não precisam de construção de suporte, mas ainda são perfeitas para a produção: fácil acesso, muita luz e profundo o suficiente para as raízes. Além disso, se a pulverização é necessária, está no nível perfeito para fazê-lo (Foto A. Graber, ZHAW)

Material de construção

Tal como acontece com os tanques de peixes, os aspectos mais importantes são a máxima segurança tanto para os peixes como para as plantas, e o risco mínimo de vazamentos de água que causarão danos. Os forros de lagoas são muitas vezes seguros e de baixo custo, mas o risco de danos é bastante alto.

Construindo entrada e saída de água

O diâmetro das entradas e saídas de água deve ser grande o suficiente para permitir quantidades de fluxo de água projetadas para todo o sistema. As entradas e saídas devem, de preferência, ter o mesmo diâmetro. Cada furo é um risco de vazamentos de água se a vedação não for apropriada. Esse risco deve ser evitado perfurando o menor número possível de furos no sistema.

*Copyright © Parceiros do Projeto Aqu @teach. Aqu @teach é uma Parceria Estratégica Erasmus+ no Ensino Superior (2017-2020) liderada pela Universidade de Greenwich, em colaboração com a Universidade de Zurique de Ciências Aplicadas (Suíça), a Universidade Técnica de Madrid (Espanha), a Universidade de Liubliana e o Centro Biotécnico Naklo (Eslovénia) . *

Consulte o índice para obter mais tópicos.


[email protected]

https://aquateach.wordpress.com/
Loading...

Mantenha-se atualizado sobre a mais recente Aquaponic Tech

Empresa

  • Nossa equipe
  • Comunidade
  • Pressione
  • Blog
  • Programa de referência
  • Política de privacidade
  • Termos de serviço

Direitos autorais © 2019 Aquaponics AI. Todos os direitos reservados.