O Aquaponics System Designer acaba de ser lançado! Comece a projetar agora.
Baixar aplicativoBlogRecursosPreçosSuporteEntrar
EnglishEspañolعربىFrançaisPortuguêsItalianoहिन्दीKiswahili中文русский

Agora, Hydroponics tem muitas aplicações. É usado em todo o mundo para cultivar plantas em terra ou em água sem sujidade ou solos, tanto para uso comercial como doméstico. As raízes da planta não entram em contato com o meio de crescimento ou o solo, mas residem em uma solução contendo todos os nutrientes necessários para o crescimento da planta.

As condições ambientais em que as plantas hidropônicas são cultivadas podem ser controladas para criar ambientes de crescimento ideais. A hidroponia é usada para cultivar culturas com efeito de estufa durante todo o ano e para produzir alimentos saudáveis economicamente.

O método foi desenvolvido nos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial por W. F. Gericke, um cientista agrícola da Universidade da Califórnia, que projetou e construiu um sistema flutuante para o cultivo de tomates debaixo de água. O primeiro modelo de trabalho consistia em uma moldura de madeira com ganchos em que vasos de barro foram colocados; Gericke chamou sua invenção de “cultura sem terra”.

A palavra hidroponia é derivada das palavras gregas “hydro” que significam água e “ponos” que significam trabalho.

As operações comerciais modernas usam tecnologia de biofarming avançada pela NASA na produção de plantas que suportam a vida no espaço sideral. Sem solo, os astronautas seriam incapazes de cultivar vegetais e frutas.

! Imagem da divisão de biofarming da NASA (imagem da divisão de biofarming da NASA)

Existem dois estilos diferentes de sistemas hidropônicos:

Sistemas hidropônicos passivos

Um sistema passivo usa o meio ambiente como um meio de crescimento, geralmente empregando algum tipo de mecanismo de absorção para extrair água e nutrientes para a zona radicular da planta. Os sistemas passivos são geralmente menos dispendiosos do que os sistemas ativos, mas não podem ser regulados com tanta precisão.

Sistemas Hidropônicos Ativos

Um sistema ativo é usado para controlar o ambiente em que as plantas são cultivadas, fornecendo níveis precisos de água e nutrientes. Os sistemas ativos custam mais para construir, mas proporcionam um crescimento melhorado da planta e maiores rendimentos.

Os sistemas hidropônicos ativos se enquadram em duas categorias:

Sistemas EBB e Fluxo

Os sistemas de EBB e fluxo inundam as culturas com água rica em nutrientes e, em seguida, drenam a solução de volta para um reservatório. Isso permite que grandes quantidades de meios de cultivo sejam usados enquanto ainda fornece boa aeração para as raízes. Cerca de metade dos produtores hidropônicos comerciais usam sistemas de fluxo e fluxo, que são frequentemente chamados de sistemas NFT ou de inundação/drenagem.

Técnica de Filme Nutriente

Os sistemas de técnica de filme nutritivo usam mesas de água rasas e cultivam meios que têm baixa resistência ao fluxo. Os nutrientes são bombeados através da mesa sob pressão, proporcionando boa aeração para as raízes. A solução nutritiva é re-circulada constantemente, garantindo uma concentração uniforme de nutrientes na água.

Na hidroponia, as plantas precisam de menos espaço em comparação com as plantas cultivadas pelo solo devido à ausência de um substrato macroporoso, que é substituído por material inerte (lã de rocha, perlite) ou uma solução nutritiva. Desta forma, a hidropônica cresce plantas em até 30% menos terra em comparação com a agricultura convencional.

Os nutrientes em sistemas hidropônicos são dissolvidos em água; a maioria dos sistemas hidropônicos comerciais recirculam um suprimento constante de solução nutritiva. Os níveis de nutrientes são cuidadosamente mantidos, tipicamente dentro de alguns pontos percentuais da quantidade ideal necessária para as raízes das plantas para um crescimento saudável. *O ambiente controlado em hidroponia permite maior controle sobre o pH e a temperatura da água do que a agricultura tradicional. *

O cultivo de plantas hidroponicamente é geralmente mais caro do que cultivá-las no solo devido ao custo do equipamento necessário (luzes, sistemas de controle climático, etc.) e porque os custos de instalação são maiores. No entanto, *sistemas hidropônicos estão ganhando popularidade com jardineiros domésticos e de mercado em pequena escala devido à sua capacidade de serem operados com um orçamento menor. *

No entanto, uma vez que os custos iniciais do equipamento são pagos, a hidropônica torna-se mais barata do que a agricultura convencional se levarmos em conta as despesas de substituição do solo, a habilidade necessária no manejo do solo, bem como a falta de mão* exigida em um ambiente hidropônico.

Uma Breve História

O conceito de que as plantas precisam principalmente de oxigênio e água para sobreviver é conhecido há milênios. Teofrasto (cerca de 372-287 a.C.) mencionou isso em seu livro “Inquérito às Plantas”. Edward Blyth foi o primeiro a mencionar jardinagem hidropônica comercial, com um artigo de 16 páginas intitulado “Watersprout Culture” em uma edição de 1870 do “Journal of the Indian Agricultural Society”.

Em 1886, Bodington e Phillips patentearam “a cultura artificial de plantas sem solo”, que conectou um sistema de tubos a árvores frutíferas cultivadas hidroponicamente. A primeira implementação comercial foi feita por Julius Hensel, na Alemanha, que começou a vender sistemas para uso em estufa na década de 1920. Em 1930, Liberty Hyde Bailey e Emerson publicaram “The Effect of Hotbeds, Coldframes, and Shelters on the Growth of Tomate Plants”.

Em 1937, o Departamento de Agricultura dos EUA lançou duas circulares: a Circular 318 — Datas para Plantar Tomates na Flórida, e a Circular 404 — Sugestões para Aumentar os Rendimentos Comercializáveis de Tomates. Essas publicações descrevem técnicas hidropônicas que ainda estão em uso hoje, mas utilizaram potes maiores e fertilizantes comerciais.

Na década de 1940, o Dr. William F. Tracy estendeu sua pesquisa sobre nutrição vegetal, que foi originalmente confinada ao crescimento de plantas em solo arenoso, para incluir soluções de nutrientes em um artigo intitulado “A cultura de crisântemos em meios sintéticos”.

Na década de 1950 a 1960, a pesquisa sobre hidroponia sofreu uma calmaria. A corrida espacial e o empurrão para pousar homens na lua fizeram com que o governo dos EUA financiasse pesquisas sobre outras coisas, como semicondutores, em vez de sistemas hidropônicos de produção de alimentos.

A hidroponia foi redescoberta pelo cineasta e inventor Flux Davenport. Ele também foi o fundador da “Sociedade Internacional de Movimentos de Agricultura Orgânica” (ISOM) em 1991, e organizou a primeira conferência sobre agricultura urbana orgânica em sua casa em Oakland, Califórnia.

Em 1977, um avanço ocorreu quando B.C. (“Bud”) Wolfe publicou o livro “The Potting Mix”.

Ele veio em um momento em que o interesse foi reacendido em hidroponia, e continha todas as informações necessárias para recriar um sistema de técnica de filme nutriente simples (NFT). No entanto, não teve muito impacto até 1986, quando o artigo de Wolfe sobre “How I Feed My Plants: A Layman's Guide to NFT” foi publicado na Alternative Agriculture, uma revista comercial.

O primeiro sistema de aquicultura comercial foi desenvolvido por Dennis Hoagland enquanto trabalhava no Departamento de Pesca e Vida Selvagem da Universidade de Wisconsin-Madison, e é chamado de hidropônica Hoagland ou Sistema Wisconsin. O “Sistema Wisconsin” consiste em um sistema de recirculação e reoxigenação que alimenta simultaneamente plantas e algas. Ele foi projetado para ser de baixo custo, auto-suficiente com recuperação de nutrientes no local e modular. O projeto foi amplamente verificado no laboratório pelo Dr. Robert A. Berglund do Departamento de Gestão de Biossistemas da Universidade de Wisconsin-Madison. Esta é a mesma tecnologia que foi usada para um projeto financiado pela NASA projetado pelo Dr. Berglund para cultivar vegetais no espaço tanto na Terra quanto em um ambiente de microgravidade (usando aeronaves de gravidade reduzida da NASA). O sistema da Universidade de Wisconsin foi licenciado para mais de 50 empresas em todo o mundo, e comercializado como os sistemas de crescimento hidropônico Rapid Rooter e Rapid Beds.

O interesse atual pela hidropônica foi estimulado pelo desenvolvimento dos primeiros protótipos para sistemas de subirrigação passiva (PSI), desenvolvidos após pesquisas sobre nutrição vegetal na Universidade da Califórnia, Davis. Posteriormente, um número significativo de pessoas experimentaram diferentes meios, nutrientes e configurações de crescimento. Uma revista comercial, Hydro Culture, foi iniciada em 1983, mas cessou a publicação cinco anos depois.

Outro avanço ocorreu no início da década de 1990 com o desenvolvimento de um sistema hidropônico baseado em PSI chamado cultura jangada ou leitos flutuantes pelo cientista holandês Jeroen van den Bosch, da Universidade de Wageningen. A cama é composta por jangadas de plástico ou bambu colocadas na superfície de um corpo de água. As plantas são cultivadas em meio de cultura suspenso entre as jangadas, e as raízes se estendem para a água abaixo, onde o oxigênio é dissolvido. Este sistema hidropônico passivo tornou-se muito popular entre os amadores porque pode ser construído usando materiais baratos encontrados em pontos de abastecimento de edifícios locais.

A produção hidropônica desde então foi adotada por alguns, mas não todos os produtores profissionais. É uma das várias novas técnicas utilizadas por agricultores hidropônicos em ambientes controlados, como estufas e túneis altos. Hidroponia é um sistema eficiente para o cultivo de culturas, pois permite ao produtor controlar quais nutrientes são fornecidos à planta e quanta luz e água recebe. A solução nutritiva pode ser reutilizada por um período de tempo (normalmente semanas), o que reduz o impacto ambiental em comparação com a agricultura tradicional à base de solo.

Continua a ser uma força na comunidade agrícola e vale a pena investir. Confira alguns recursos para começar.


Ethan Otto

Intelligence Collector
Loading...

Mantenha-se atualizado sobre a mais recente Aquaponic Tech

Empresa

  • Nossa equipe
  • Comunidade
  • Pressione
  • Blog
  • Programa de referência
  • Política de privacidade
  • Termos de serviço

Direitos autorais © 2019 Aquaponics AI. Todos os direitos reservados.