common:navbar-cta
Baixar aplicativoBlogRecursosPreçosSuporteEntrar
EnglishEspañolعربىFrançaisPortuguêsItalianoहिन्दीKiswahili中文русский

**James Gott, Rolf Morgenstern e Maja Turnšek

Resumo 'A antropocena' surgiu como um momento único na história da Terra onde a humanidade reconhece a sua capacidade devastadora de desestabilizar os processos planetários dos quais depende. A agricultura moderna desempenha um papel central nesta problemática. São necessárias inovações na produção de alimentos que excedam os paradigmas tradicionais da Revolução Verde e, ao mesmo tempo, são capazes de reconhecer a complexidade decorrente das questões de sustentabilidade e segurança alimentar que marcam nossos tempos. A Aquapônica é uma inovação tecnológica que promete contribuir muito para esses imperativos. Mas esse campo emergente está em uma fase inicial que se caracteriza por recursos limitados, incerteza do mercado, resistência institucional e altos riscos de falha — um ambiente de desenvolvimento onde a propaganda prevalece sobre os resultados demonstrados. Diante dessa situação, a comunidade de pesquisa aquaponica potencialmente ocupa um lugar importante na trajetória de desenvolvimento dessa tecnologia. Mas o campo precisa criar uma visão coerente e viável para essa tecnologia que possa ir além de contas tecno-otimistas mal colocadas. Em relação à ciência da sustentabilidade e à pesquisa STS, discutimos a necessidade urgente de desenvolver o que chamamos de “conhecimento crítico de sustentabilidade” para a aquapônica, dando indicações para possíveis caminhos de avanço, que incluem (1) expansão da pesquisa aquapônica em um domínio de pesquisa interdisciplinar, (2) abertura de pesquisa para abordagens participativas em contextos do mundo real e (3) buscar uma abordagem orientada para soluções para resultados de sustentabilidade e segurança alimentar.

Palavras Antropoceno · Revolução Verde · Tecno-otimismo · Pesquisa STS (Ciência, Tecnologia e Sociedade)

Conteúdo

J. Gott

Geografia e Meio Ambiente, Universidade de Southampton, Southampton, Reino Unido

R. Morgenstern

Departamento de Agricultura, Universidade de Ciências Aplicadas do Sul da Vestefália, Soest, Alemanha

M. Turnšek

Faculdade de Turismo da Universidade de Maribor, Brežice, Eslovénia

© O (s) Autor (es) 2019 393

S. Goddek et al. (eds.), Sistemas de Produção de Alimentos Aquaponics, https://doi.org/10.1007/978-3-030-15943-6_16

Referências

Abson DJ, Fischer J, Leventon J, Newig J, Schomerus T, Vilsmaier U, von Wehrden H, Abernethy P, Ives CD, Jager NW (2017) Pontos de alavancagem para a transformação da sustentabilidade. Ambio 46:30 —39

Alexandratos N, Bruinsma J (2012) Agricultura mundial rumo a 2030/2050: revisão de 2012, documento de trabalho da ESA. FAO, Roma

Alkemade F, Suurs RA (2012) Padrões de expectativas para tecnologias emergentes sustentáveis. Technol Previsão Soc Chang 79:448 —456

Allen P (1993) Alimentos para o futuro: condições e contradições da sustentabilidade. Wiley, Chichester

Altieri MA (1998) Impactos ecológicos da agricultura industrial e as possibilidades de uma agricultura verdadeiramente sustentável. Seg Av 50:60

Altieri MA (2007) Colheita fatal: antigas e novas dimensões da tragédia ecológica da agricultura moderna. In: Gestão sustentável de recursos. Edward Elgar, Londres, pp 189—213

Altvater E, Crist E, Haraway D, Hartley D, Parenti C, Mcbrien J (2016) Antropoceno ou capitaloceno? : natureza, história e crise do capitalismo. PM Press, Oakland

Ansell C, Gash A (2008) Governança colaborativa em teoria e prática. J Public Adm Res Teoria 18:543 —571

Arboleda M (2016) Revitalização dos estudos científicos e tecnológicos: uma crítica marxiana a geografias mais do que humanas. Plano Ambiental D Soc Espaço 35:360 —378. https://doi.org/10.1177/ 0263775816664099

Avaliação ME (2003) Ecossistemas e bem-estar humano: síntese da biodiversidade; relatório da avaliação do ecossistema do milénio. Island Press, Washington, DC

Bäckstrand K (2003) Ciência cívica para a sustentabilidade: reformular o papel de especialistas, decisores políticos e cidadãos na governação ambiental. Política Glob Environ 3:24 —41

Battisti DS, Naylor RL (2009) Avisos históricos de futura insegurança alimentar com calor sazonal sem precedentes. Ciência 323:240 —244

Baulcombe D, Crute I, Davies B, Dunwell J, Gale M, Jones J, Pretty J, Sutherland W, Toulmin C (2009) Colhendo os benefícios: ciência e intensificação sustentável da agricultura global. The Royal Society, Londres

Beatley T, Manning K (1997) A ecologia do lugar: planejamento para o meio ambiente, economia e comunidade. Island Press, Washington, DC

Blancheton J, Attramadal K, Michaud L, D'Orbcastel ER, Vadstein O (2013) Inspecção da população bacteriana em sistemas de aquicultura e sua implicação. Aquac Porg 53:30 —39

Bommarco R, Kleijn D, Potts SG (2013) Intensificação ecológica: aproveitamento dos serviços ecossistêmicos para a segurança alimentar. Tendências Ecol Evol 28:230 —238

Bradley A (2011) Técnica originária: a teoria da tecnologia de Marx a Derrida. Palgrave Macmillan Basingstoke, Hants

Braun B, Whatmore SJ (2010) Questão política: tecnociência, democracia e vida pública. Imprensa da Universidade de Minnesota, Minneapolis

Brewer GD (2007) Inventando o futuro: cenários, imaginação, domínio e controle. Sustentar Sci 2:159 —177

Bringezu S, Schütz H, Pengue W, O'Brien M, Garcia F, Sims R, Howarth RW, Kauppi L, Swilling M, Herrick J (2014) Avaliar o uso global da terra: equilibrar o consumo com o abastecimento sustentável. Programa das Nações Unidas para o Ambiente, Nairobi

Brooks S, Leach M, Millstone E, Lucas H (2009) Balas de prata, grandes desafios e a nova filantropia. Centro STEPS, Brighton

Brussaard L, Caron P, Campbell B, Lipper L, Mainka S, Rabbinge R, Babin D, Pulleman M (2010) Conciliar conservação da biodiversidade e segurança alimentar: desafios científicos para uma nova agricultura. Curr Opin Environ Sustain 2:34 —42

Câmpeanu CN, Fazey I (2014) Adaptação e vias de mudança e resposta: um estudo de caso da Europa Oriental. Glob Environ Chang 28:351 —367

Cairol D, Coudel E, Knickel K, Caron P, Kröger M (2009) Multifuncionalidade da agricultura e áreas rurais como refletido nas políticas: a importância e relevância da visão territorial. Plano de Política J Environ 11:269 —289

Cardinale BJ, Duffy JE, Gonzalez A, Hooper DU, Perrings C, Venail P, Narwani A, Mace GM, Tilman D, Wardle DA, Kinzig AP, Daily GC, Loreau M, Grace JB, Larigauderie A, Srivastava DS, Naeem S (2012) Perda de biodiversidade e seu impacto na humanidade. Natureza 486:59 —67

Carolan M (2016) Futuros alimentares aventureiros: saber sobre alternativas não é suficiente, precisamos senti-las. Valores Agric Hum 33:141 —152

Caron P (2000) Descentralização e mudanças a vários níveis: desafios para a investigação agrícola para apoiar a coordenação entre as partes interessadas pobres em recursos e os governos locais

Caron P, Biénabe E, Hainzelin E (2014) Tornar realidade a transição para a intensificação ecológica da agricultura: as lacunas e o papel do conhecimento científico. Curr Opin Environ Sustentar 8:44 —52

Caron P, Reig E, Roep D, Hediger W, Cotty T, Barthelemy D, Hadynska A, Hadynski J, Oostindie H, Sabourin E (2008) Multifuncionalidade: refocando um conceito espalhando, solto e elegante para olhar para a sustentabilidade? Int J Agric Resour Gov Ecol 7:301 —318

Os experimentos de Microcosm Carpenter SR (1996) têm relevância limitada para a ecologia comunitária e ecossistêmica. Ecologia 77:677 —680

Castree N (2015) Mudando os geógrafos do Antropo (s) cene, a mudança ambiental global e a política do conhecimento. Diálogos Hum Geogr 5:301 —316

Churchman CW (1979) Os sistemas se aproximam e seus inimigos. Livros básicos, Nova York

Cohen T (2012) Anecografia: mudança climática e desconstrução “tardia”. In: Impasses do pós-global: teoria na era da mudança climática, vol 2. Open Humanities Press, Londres, pp 32—57

Cohen T (2013) Telemorfose: teoria na era das mudanças climáticas, vol 1. Open Humanidades Press

Collings DA (2014) Futuro roubado, presente quebrado: o significado humano da mudança climática. Open Humanities Press, Londres

Cooper M (2008) A vida como excedente: biotecnologia e capitalismo na era neoliberal. Universidade de Washington Press, Seattle

COST (2013) Memorando de entendimento para a execução de uma ação europeia de investigação concertada designada como ação COST FA1305: A plataforma aquaponics da UE: realização de uma produção sustentável integrada de peixe e produtos hortícolas para a UE. Cooperação europeia no domínio da investigação científica e técnica — COST, Bruxelas

Cota GM (2011) Introdução: a vida posthuman da agricultura. In: Cota GM (ed) Outra tecnociência é possível: aulas agrícolas para as Póstumanidades. Open Humanities Press, Londres

Coudel E, Devautour H, Soulard C-T, Faure G, Hubert B (2013) Renovar sistemas de inovação na agricultura e na alimentação: como ir para uma maior sustentabilidade? Editores acadêmicos Wageningen, Wageningen

Crutzen PJ, Stoermer EF (2000a) O “Antropoceno”. Notícias de Mudanças Globais 41:17 —18. Programa Internacional de Geoesferas — Biosfera (IGBP)

Crutzen PJ, Stoermer EF (2000b) Newsletter de mudança global. Antropoceno 41:17 —18

Davis N (1985) Controlado-Ambiental Agricultura-passado, presente e futuro. Technol Alimentar

39:124 —126 de La Bellacasa MP (2011) Questões de cuidado na tecnociência: montagem de coisas negligenciadas. Soc Stud

Sci 41:85 —106 de La Bellacasa MP (2015) Fazendo tempo para o solo: Futuridade tecnocientífica e o ritmo do cuidado. Soc

Stud Sci 45:691 —716 de Laet M, Mol A (2000) A bomba de arbusto do Zimbábue: mecânica de uma tecnologia de fluidos. Soc Stud Sci 30:225 —263

Delaide B, Delhaye G, Dermience M, Gott J, Soyeurt H, Jijakli MH (2017) Desempenho de produção de plantas e peixes, balanços de massa de nutrientes, uso de energia e água da caixa PAFF, um sistema aquapônico de pequena escala. Aquac Porg 78:130

Delfanti A (2013) Biohackers. A política da ciência aberta. Plutão Press, Londres

Desa U (2015) Perspectivas da população mundial: revisão de 2015, principais conclusões e tabelas avançadas. Documento de trabalho No Rep, No. ESA/P/WP. 241

Dobbs R, Oppenheim J, Thompson F, Brinkman M, Zornes M (2011) Revolução dos recursos: atender às necessidades mundiais de energia, materiais, alimentos e água. McKinsey & Company, Londres

Elzen, B, Janssen A, Bos A (2017) Portfólio de promessas: projetar e testar uma nova ferramenta para estimular a transição para uma agricultura sustentável. Transições agroecológicas. Universidade e Pesquisa de Wageningen

Evenson RE, Gollin D (2003) Avaliando o impacto da revolução verde, 1960 a 2000. Ciência 300:758 —762

FAO (2013) Bibliografia anotada sobre intensificação ecológica. Relatório do projecto de financiamento colaborativo da UE Libertação (Ligação da biodiversidade das terras agrícolas aos serviços do ecossistema para uma intensificação ecofuncional eficaz)

Farmer B (1986) Perspectivas sobre a “Revolução Verde” no Sul da Ásia. Mod Asiático Stud 20 (1) :175—199

Fischer J, Manning AD, Steffen W, Rose DB, Daniell K, Felton A, Garnett S, Gilna B, Heinsohn R, Lindenmayer DB (2007) Mente a lacuna de sustentabilidade. Tendências Ecol Evol 22:621 —624

Folke C, Hahn T, Olsson P, Norberg J (2005) Governança adaptativa de sistemas socioecológicos. Annu Rev Environ Resour 30:441 —473

Foley JA, Ramankutty N, Brauman KA, Cassidy ES, Gerber JS, Johnston M, Mueller ND,

O'Connell C, Ray DK, West PC (2011) Soluções para um planeta cultivado. Natureza 478:337 —342 Franklin S (1995) Ciência como cultura, culturas da ciência. Annu Rev Anthropol 24:163 —184

Fuglie KO (2010) Produtividade total dos fatores na economia agrícola global: evidências a partir de dados da FAO. In: Os padrões de mudança da produção agrícola e da produtividade em todo o mundo. Centro de Pesquisa e Informação do Comércio do Agronegócio do Centro-Oeste, Ames, pp 63-95

Funtowicz SO, Ravetz JR (1995) Ciência para a idade pós-normal. In: Perspectivas sobre a integridade ecológica. Springer (Dordrecht)

Garnett T, Appleby MC, Balmford A, Bateman IJ, Benton TG, Bloomer P, Burlingame B, Dawkins M, Dolan L, Fraser D (2013) Intensificação sustentável na agricultura: instalações e políticas. Ciência 341:33 —34

Garnett T, Godfray C (2012) Intensificação sustentável na agricultura. Navegar por um curso através de prioridades competitivas do sistema alimentar. In: Rede de investigação sobre o clima alimentar e o programa Oxford Martin sobre o futuro da alimentação, vol 51. Universidade de Oxford, Oxford

Geels FW (2011) A perspectiva multinível sobre transições de sustentabilidade: respostas a sete críticas. Environ Innov Soc Trans 1:24 —40

Gibson-Graham J (2014) Repensando a economia com descrição grossa e teoria fraca. Curr Antropol 55:S147—S153

Gliessman SR (2014) Agroecologia: a ecologia dos sistemas alimentares sustentáveis. Imprensa CRC, Bosa Roca

Goddek S, Delaide B, Mankasingh U, Ragnarsdottir K, Jijakli H, Thorarinsdottir R (2015) Desafios da aquapônica sustentável e comercial. Sustentabilidade 7:4199 —4224

Godfray HCJ, Garnett T (2014) Segurança alimentar e intensificação sustentável. Philos Trans R Soc B 369:20120273

Grassini P, Eskridge KM, Cassman KG (2013) Distinguindo entre avanços de rendimento e planaltos de rendimento em tendências históricas de produção de culturas. Nat Commun 4:2918

Gunderson LH (2001) Panarquia: compreensão das transformações em sistemas humanos e naturais. Island Press, Washington, DC

Gunderson R (2014) Problemas com a tese de derrotichização: consumismo ético, sistemas alimentares alternativos e fetichismo de commodities. Valores de Hum Agric 31:109 —117

Gurian-Sherman D (2009) Falha na produção: avaliação do desempenho de culturas geneticamente modificadas, União dos Cientistas Preocupados. Publicações UCS, Cambridge, MA

H2020-SCC-2016-2017 (cidades inteligentes e sustentáveis), Tópico: SCC-02-2016-2017, Número da proposta: 776528-1, Acrônimo da proposta: ProGireg

Haenen I (2017) Pequenos sucessos e grandes fracassos: lições da instalação aquapônica do Uit Je Eigen Stad (UJES). 'Aquaponics.biz': Conferência COST FA1305 sobre as PME da Aquaponia, Roterdão

Hall A, Bockett G, Taylor S, Sivamohan M, Clark N (2001) Por que as parcerias de pesquisa realmente importam: teoria da inovação, arranjos institucionais e implicações para o desenvolvimento de novas tecnologias para os pobres. Dev Mundial 29:783 —797

Hamilton C (2013) Earthmasters: o alvorecer da era da engenharia climática. Imprensa da Universidade de Yale, New Haven

Hamilton C, Gemenne F, Bonneuil C (2015) O antropoceno e a crise ambiental global: repensar a modernidade em uma nova época. Routledge, Oxon

Haraway D (2015) Antropoceno, capitaloceno, plantationoceno, quuluceno: fazer parentes. Environ Humanit 6:159 —165

Haraway DJ (1997) [email protected] -Meets-oncomouse: feminismo e tecnociência. Routledge, Nova York/Londres

Harding S (2004) Introdução: a teoria do ponto de vista como um local de debate político, filosófico e científico. Routledge (Nova Iorque)

Harvey D (2007) Uma breve história do neoliberalismo. Oxford University Press, Nova Iorque

Healey P (2006) Complexidade urbana e estratégias espaciais: rumo a um planejamento relacional para o nosso tempo. Routledge (Nova Iorque)

Hinrichs CC (2003) A prática e a política da localização do sistema alimentar. J Rural Stud 19:33 —45

Horkheimer M, Adorno TW (2002) Dialética da iluminação. Imprensa da Universidade de Stanford, Palo Alto

Hornborg A (2013) Tecnologia como fetiche: Marx, Latour e os fundamentos culturais do capitalismo. Teoria Culto Soc 31:119 —140

Hultman M (2013) A criação de um herói ambiental: uma história de masculinidade ecomodern, células de combustível e Arnold Schwarzenegger. Environ Humanit 2:79 —99

Hunter MC, Smith RG, Schipanski ME, Atwood LW, Mortensen DA (2017) Agricultura em 2050: recalibrando metas para intensificação sustentável. Biociência 67:386 —391

Jackson L, van Noordwijk M, Bengtsson J, Foster W, Lipper L, Pulleman M, Said M, Snaddon J, Vodouhe R (2010) Biodiversidade e sustentabilidade agrícola: da avaliação à gestão adaptativa. Curr Opin Environ Sustain 2:80 —87

Jahn T (2013) A ciência da sustentabilidade requer uma orientação crítica. GAIA 22:29 —33

Jasanoff S (2007) Tecnologias de humildade. Natureza 450:33

Joly A, Junge R, Bardocz T (2015) Aquaponics negócios na Europa: alguns obstáculos legais e soluções. Ecociclos 1:3 —5

Junge R, König B, Villarroel M, Komives T, Jijakli MH (2017) Pontos estratégicos em aquaponia. Água 9:182

Kearney J (2010) Tendências e impulsionadores do consumo alimentar. O Philos. Trans. R. Soc., B 365:2793 —2807 Keil R (2007) Sustentando a modernidade, modernizando a natureza. In: O paradoxo do desenvolvimento sustentável: ecologia política urbana nos EUA e na Europa. Guilford Press, Nova Iorque, pp 41-65

Kiers ET, Leakey RR, Izac A-M, Heinemann JA, Rosenthal E, Nathan D, Jiggins J (2008) Agricultura em uma encruzilhada. Ciência 320:320 —321

Kloppenburg J (1991) Teoria social e de/reconstrução da ciência agrícola: conhecimento local para uma agricultura alternativa. Sociol Rural 56:519 —548

Kläy A, Zimmermann AB, Schneider F (2015) Repensar a ciência para o desenvolvimento sustentável: interação reflexiva para uma transformação de paradigma. Futuros 65:72 —85

Kőmíves T, Ranka J (2015) Na seção de canto aquapônico da nossa revista. Ecociclos 1:1 —2

König B, Janker J, Reinhardt T, Villarroel M, Junge R (2018) Análise da aquaponia como um sistema emergente de inovação tecnológica. J Clean Prod 180:232 —243

Konig B, Junge R, Bittsanszky A, Villarroel M, Komives T (2016) Sobre a sustentabilidade da aquapônica. Ecociclos 2:26 —32

Krueger R, Gibbs D (2007) O paradoxo do desenvolvimento sustentável: a economia política urbana nos Estados Unidos e na Europa. Guilford Press, Nova Iorque

Kuyper TW, Struik PC (2014) Epílogo: segurança alimentar global, retórica e o debate de intensificação sustentável. Curr Opin Environ Sustain 8:71 —79

Laidlaw J, Magee L (2016) Rumo à soberania alimentar urbana: as provações e tribulações das empresas aquaponicas de base comunitária em Milwaukee e Melbourne. Environ Local 21:573 —590

Leach M, Rockström J, Raskin P, Scoones I, Stirling A, Smith A, Thompson J, Millstone E, Ely A, Arond E (2012) Transformando a inovação para a sustentabilidade. Ecol Soc 17

Latour B (1986) Visualização e cognição. In: Conhecimento e sociedade, vol 6. Open University Press, Milton Keynes, pp 1—40

Latour B (1987) Ciência em ação: como acompanhar cientistas e engenheiros através da sociedade. Harvard University Press, Cambridge, MA

Latour B (1993) Nunca fomos modernos. Colheitadeira de Wheatsheaf, Nova York/Londres

Latour B (1996) Aramis, ou, o amor pela tecnologia. Harvard University Press, Cambridge, MA

Latour B (2004) Por que a crítica ficou sem vapor? De assuntos de fato a assuntos preocupantes. Inq. Crit 30:225 —248

Latour B (2015) Contando amigos de inimigos no tempo do Antropoceno. In: Hamilton C, Bonneuil C, Gemenne F (eds) O antropoceno e a crise ambiental global: repensar a modernidade em uma nova época. Routledge, Abingdon/Oxon

Latour B, Woolgar S (1986 [1979]) Vida laboratorial: a construção de fatos científicos. Princeton University Press, Princeton

Lave R, Mirowski P, Randalls S (2010) Introdução: STS e ciência neoliberal, vol 32. Sage, Londres, p. 463

Lei J, Williams RJ (1982) Juntando fatos: um estudo da persuasão científica. Soc Stud Sci 12:535 —558

Lawrence RJ (2015) Avanços na transdisciplinaridade: epistemologias, metodologias e processos. Futuros 65:1 —9

Lawrence G, Richards C, Lyons K (2013) Segurança alimentar na Austrália em uma era de neoliberalismo, produtivismo e mudança climática. J Rural Stud 29:30 —39

Leonard L (2013) Ecomodern discurso e narrativas localizadas: política de resíduos, mobilização comunitária e governamentalidade na Irlanda. In: Organizar os resíduos na cidade: perspectivas internacionais sobre narrativas e práticas. Política de Imprensa, Chicago, pp 181-200

Lilley S, Papadopoulos D (2014) Retornos materiais: culturas de valorização, biofinancialização e autonomia da política. Sociologia 48:972 —988

Lobell DB, Schlenker W, Costa-Roberts J (2011) Tendências climáticas e produção de culturas globais desde 1980. Ciência 333:616 —620

Loos J, Abson DJ, Chappell MJ, Hanspach J, Mikulcak F, Tichit M, Fischer J (2014) Colocando o significado de volta à “intensificação sustentável”. Frente Ecol Environ 12:356 —361

Lorimer J (2017) A antropo-cena: um guia para os perplexos. Soc Stud Sci 47:117 —142

Love DC, Fry JP, Li X, Hill ES, Genello L, Semmens K, Thompson RE (2015) Produção aquaponica comercial e rentabilidade: resultados de um inquérito internacional. Aquicultura 435:67 —74

Lundqvist J, de Fraiture C, Molden D (2008) Poupança de água: do campo ao garfo: reduzir as perdas e o desperdício na cadeia alimentar. Instituto Internacional da Água de Estocolmo

LAWRENCE, R. J. 2015. Avanços na transdisciplinaridade: Epistemologias, metodologias e processos.Futuros, 65, 1-9

Marcuse H (2013) Homem unidimensional: estudos na ideologia da sociedade industrial avançada. Routledge, Londres

Martinez-Torres ME, Rosset PM (2010) La Vía Campesina: o nascimento e a evolução de um movimento social transnacional. J Camponês Stud 37:149 —175

Marzec RP (2014) Neoliberalismo, Ambientalidade e o espectro de Sajinda khan. In: Di Leo JR, Mehan U (eds) Capital à beira da morte: superando os legados destrutivos do neoliberalismo. Open Humanities Press, Londres

Mcmichael P (1994) A reestruturação global dos sistemas agro-alimentares. Cornell University Press, Ithaca Meadows DH, Meadows DL, Randers J, Behrens WW (1972) Os limites para o crescimento, vol 102. Universe Books, Nova York, p 27

Mercador C (1981) A morte da natureza: mulheres, ecologia e revolução científica. HarperOne, São Francisco

Miličić V, Thorarinsdottir R, Santos MD, Hančič MT (2017) Aquapônica comercial que se aproxima do mercado europeu: às percepções dos consumidores sobre produtos aquapônicos na Europa. Água 9:80

Miller TR, Neff MW (2013) Política científica de fato na elaboração: como os cientistas moldam a política científica e por que isso importa (ou, por que estudiosos STS e STP devem socializar). Minerva 51:295 —315

Miller TR, Wiek A, Sarewitz D, Robinson J, Olsson L, Kriebel D, Loorbach D (2014) O futuro da ciência da sustentabilidade: uma agenda de pesquisa orientada para soluções. Sustentar Sci 9:239 —246

Moore JW (2015) Capitalismo na teia da vida: ecologia e acumulação de capital. Verso Books, Nova Iorque

Nally D (2011) A biopolítica do aprovisionamento alimentar. Trans Inst Br Geogr 36:37 —53

Noordwijk V (2014) Alterações climáticas: mitigação agrícola. Em: van Alfen NK (ed) Enciclopédia de agricultura e sistemas alimentares. Elsevier (San Diego)

Norton BG (2005) Sustentabilidade: uma filosofia de gestão adaptativa de ecossistemas. Imprensa da Universidade de Chicago, Chicago

Nugent RA (1999) Medição da sustentabilidade da agricultura urbana. Para cidades à prova de fome. Sistemas alimentares urbanos sustentáveis. IDRC, Ottawa, páginas 95—99

Oldfield F, Richardson K, Schellnhuber H, Turner B II, Wasson R, Planeta A (2004) Mudança global e o sistema terrestre. Springer (Nova Iorque)

Parfitt J, Barthel M, Macnaughton S (2010) Resíduos alimentares dentro das cadeias de abastecimento alimentar: quantificação e potencial de mudança para 2050. Transações Filosóficas da Sociedade Real B 365:3065 —3081

Pearson CJ (2007) Sistemas regenerativos semiclosed: uma prioridade para a agricultura do século XXI. Biociência 57:409

Pearson LJ, Pearson L, Pearson CJ (2010) Agricultura urbana sustentável: balanço e oportunidades. Int J Agric Sustain 8:7 —19

Pelletier N, Tyedmers P (2010) Previsão dos potenciais custos ambientais globais da produção pecuária 2000-2050. Proc Natl Acad Sci 107:18371 —18374

Perrot N, Trelea I-C, Baudrit C, Trystram G, Bourgine P (2011) Modelação e análise de sistemas alimentares complexos: estado da arte e novas tendências. Tendências Food Sci Technol 22:304 —314

Petersen B, Snapp S (2015) O que é intensificação sustentável? Pontos de vista de especialistas. Política de Uso do Solo 46:1 —10

Pickering A (1992) Ciência como prática e cultura. Imprensa da Universidade de Chicago, Chicago

Postel SL (2003) Proteger a água para pessoas, culturas e ecossistemas: nova mentalidade e novas prioridades. Fórum de Res Nat: 89—98. Biblioteca Online Wiley

Potter C (2004) Multifuncionalidade como conceito de política agrícola e rural. Apoio à agricultura e ao ambiente rural: governação, política e multifuncionalidade. Edward Elgar, Northampton, pp 15—35

Power EM (1999) Combinando justiça social e sustentabilidade para a segurança alimentar. In: Para cidades à prova de fome: sistemas alimentares urbanos sustentáveis. Centro Internacional de Pesquisa para o Desenvolvimento, Ottawa, pp 30—37

Prado JR, Segers G, Voelker T, Carson D, Dobert R, Phillips J, Cook K, Cornejo C, Monken J, Uvas L (2014) Culturas geneticamente modificadas: da ideia ao produto. Biol Biol da planta Annu Rev 65:769

Rakocy JE, Masser MP, Losordo TM (2006) Recirculando sistemas de produção de tanques de aquicultura: aquánica — integração de peixe e cultura vegetal. Publicação SRAC 454:1 —16

Reynolds HL, Smith AA, Farmer JR (2014) Pense globalmente, pesquisa localmente: paradigmas e lugar na pesquisa agroecológica. Sou J Bot 101:1631 —1639

Robles AG (2015) Apresentando eNol e sua comunidade de laboratório viva. Rede Europeia de Laboratórios Vivos, Bruxelas

Rockstrom J, Steffen W, Noone K, Persson A, Chapin FS, Lambin E, Lenton TM, Scheffer M, Folke C, Schellnhuber HJ, Nykvist B, De Wit CA, Hughes T, van der Leeuw S, Rodhe H, Sorlin S, Snyder PK, Costanza R, Svedin U, Falkenmark M, Karlberg L, Corell RW, Fabry VJ, Hansen J, Walker B, Liverman D, Richardson K, Crutzen P, Foley J (2009) Fronteiras planetárias: explorando o espaço operacional seguro para a humanidade. Ecol Soc 14:32

Rockström J, Williams J, Daily G, Noble A, Matthews N, Gordon L, Wetterstrand H, Declerck F, Shah M, Steduto P, De Fraiture C, Hatibu N, Unver O, Bird J, Sibanda L, Smith J (2017) Intensificação sustentável da agricultura para a prosperidade humana e sustentabilidade global. Ambio 46:4 —17

Röling N (2009) Percursos de impacto: diferentes perspectivas dos cientistas sobre a inovação agrícola. Int J Agric Sustain 7:83 —94

Rose N (2009) A política da própria vida: biomedicina, poder e subjetividade no século XXI. Princeton University Press, Princeton

Savransky M (2013) Uma ecologia dos tempos: conhecimento moderno, temporalidades não-modernas. In: Movimentos no tempo: revolução, justiça social e tempos de mudança, vol 265. Cambridge Scholars Publishing, Newcastle upon Tyne

Schmautz Z, Graber A, Jaenicke S, Goesmann A, Junge R, Smits TH (2017) Diversidade microbiana em diferentes compartimentos de um sistema aquapônico. Arco Microbiol 199:613 —620

Scott JC (2008) Armas dos fracos: formas cotidianas de resistência camponesa. Imprensa da Universidade de Yale, New Haven

Schoenbach K (2001) Mitos da mídia e do público: palestra inaugural como professor de ciência geral da comunicação, Universidade de Amsterdã. Eur J Commun 16:361 —376

Sen A (2001) O desenvolvimento como liberdade. Livros com capa comum Oxford, Oxford

Smil V (2011) Colheita da biosfera: o impacto humano. Popul Dev Rev 37:613 —636

Smith A, Stirling A (2007) Movendo-se para fora ou para dentro? Objetificação e reflexividade na governança de sistemas sociotécnicos. Plano de política J Environ 9:351 —373

Soini K, Birkeland I (2014) Explorando o discurso científico sobre sustentabilidade cultural. Geoforum 51:213 —223

Steffen W, Broadgate W, Deutsch L, Gaffney O, Ludwig C (2015a) A trajetória do Antropoceno: a grande aceleração. Antropoceno Apocalipse 2:81 —98

Steffen W, Richardson K, Rockström J, Cornell SE, Fetzer I, Bennett EM, Biggs R, Carpenter SR, De Vries W, De Wit CA (2015b) Fronteiras planetárias: guiando o desenvolvimento humano em um planeta em mudança. Ciência 347:1259855

Steffen W, Sanderson RA, Tyson PD, Jäger J, Matson PA, Moore B III, Oldfield F, Richardson K, Schellnhuber HJ, Turner BL (2006) Mudança global e o sistema terrestre: um planeta sob pressão. Springer (Nova Iorque)

Stengers I (2015) Em tempos catastróficos: resistindo à barbárie vindoura. Open Humanities Press, Londres

Stengers I (2018) Outra ciência é possível: um manifesto para a ciência lenta. Polity Press, Cambridge Stern N (2008) A economia das mudanças climáticas. Am Econ Rev. 98:1 —37

Stocker T (2014) Alterações climáticas 2013: a base das ciências físicas: contribuição do grupo de trabalho I para o quinto relatório de avaliação do painel intergovernamental sobre as alterações climáticas. Imprensa da Universidade de Cambridge, Cambridge

Struik P (2006) Tendências nas ciências agrícolas com especial referência à investigação e desenvolvimento no sector da batata. Batata Res 49:5

Struik P, Kuyper T, Brussaard L, Leeuwis C (2014) Desconstruindo e descompactando controvérsias científicas em intensificação e sustentabilidade: por que as tensões em conceitos e valores? Curr Opin Environ Sustain 8:80 —88

Struik PC, Kuyper TW (2014) Visão geral editorial: intensificação sustentável para alimentar o mundo: conceitos, tecnologias e trade-offs. Curr Opin Environ Sustentar 8:vi—viii

Stuart T (2009) Waste: descobrindo o escândalo alimentar global. WW Norton & Company, Nova Iorque

Tegtmeier EM, Duffy MD (2004) Custos externos da produção agrícola nos Estados Unidos. Int J Agric Sustain 2:1 —20

Thrift N (1999) Passos para uma ecologia do lugar. Geografia humana hoje. Polity Press, Cambridge, pp 295-322

Tilman D, Balzer C, Hill J, Befort BL (2011) A demanda global de alimentos e a intensificação sustentável da agricultura. Proc Natl Acad Sci 108:20260 —20264

Tittonell P, Giller KE (2013) Quando as lacunas de rendimento são armadilhas de pobreza: o paradigma da intensificação ecológica na agricultura de pequenos agricultores africanos. Colheita de campo Res 143:76 —90

van der Ploeg JD, Ventura F (2014) Heterogeneidade reconsiderada. Curr Opin Environ Sustain 8:23 —28

Vermeulen SJ, Campbell BM, Ingram JS (2012) Alterações climáticas e sistemas alimentares. Annu Rev Environ Resour 37:195

Villarroel M, Junge R, Komives T, König B, Plaza I, Bittsánszky A, Joly A (2016) Pesquisa de aquapônica na Europa. Água 8:468

Parede D (2007) Utopias Realistas? Alternativas verdes ao capitalismo. Environ Politics 16:518 —522 Weber KM, Rohracher H (2012) Legitimizar políticas de pesquisa, tecnologia e inovação para mudanças transformadoras: combinando insights de sistemas de inovação e perspectiva multi-nível em um quadro abrangente de 'falhas'. Política de resolução 41:1037 —1047

Weis T (2010) As aceleradoras contradições biofísicas da agricultura capitalista industrial. J Agrar Chang 10:315 —341

Wiek A, Ness B, Schweizer-Ries P, Brand FS, Farioli F (2012) Da análise de sistemas complexos à mudança transformacional: uma avaliação comparativa de projetos científicos de sustentabilidade. Sustentar Sci 7:5 —24

Williams JW, Jackson ST (2007) Novos climas, comunidades não-analógicas e surpresas ecológicas. Frente Ecol Environ 5:475 —482

Wilson GA (2001) Do produtivismo ao pós-produtivismo... e de volta? Explorando as paisagens naturais e mentais alteradas da agricultura europeia. Trans Inst Br Geogr 26:77 —102

Vencedor L (1986) A baleia e o reator: uma busca por limites em uma era de alta tecnologia. Imprensa da Universidade de Chicago, Chicago

Withers CW (2009) Lugar e a “Volta Espacial” na geografia e na história. J Hist Ideias 70:637 —658

Zalasiewicz J, Williams M, Steffen W, Crutzen P (2010) O novo mundo do Antropoceno. Environ Sci Technol 44:2228 —2231

Acesso Aberto Este capítulo está licenciado sob os termos da Licença Internacional Creative Commons Attribution 4.0, que permite o uso, compartilhamento, adaptação, distribuição e reprodução em qualquer meio ou formato, desde que você dê crédito apropriado ao (s) autor (es) original (s) e à fonte, forneça um link para a licença Creative Commons e indique se foram feitas alterações.

As imagens ou outros materiais de terceiros neste capítulo estão incluídos na licença Creative Commons do capítulo, salvo indicação em contrário em uma linha de crédito para o material. Se o material não estiver incluído na licença Creative Commons do capítulo e seu uso pretendido não for permitido por regulamentos legais ou exceder o uso permitido, você precisará obter permissão diretamente do detentor dos direitos autorais.

! image-20200929112107029


Aquaponics Food Production Systems

Loading...

Mantenha-se atualizado sobre a mais recente Aquaponic Tech

Empresa

  • Nossa equipe
  • Comunidade
  • Pressione
  • Blog
  • Programa de referência
  • Política de privacidade
  • Termos de serviço

Direitos autorais © 2019 Aquaponics AI. Todos os direitos reservados.